31 de mar de 2008

"Cobra" ou "Serpente"?

Durante algum tempo de minha vida, diversas vezes eu ouvi falar estes dois termos, porém nunca tinha parado para pensar qual é o certo.
Então fiz umas pesquisas e nelas eu encontrei que no Brasil é comum o uso dos dois, porém o correto é o termo Serpente.
Serpente é o nome dado ao réptil que se locomove rastejando, que não possui membros e pode ou não ser peçonhento.
-De onde veio o termo "cobra"?
Cobra é um nome próprio que se refere à espécie de serpente Naja hannah ou Cobra-Rei(como é popularmente chamada).
-E por que nossas serpentes são chamadas também de "Cobras"?
Quando os portugueses chegaram ao Brasil e se depararam com as serpentes, imaginaram que fossem as conhecidas como Cobra-Rei, e a partir daí ficou conhecida também como "Cobra"


30 de mar de 2008

O principio de tudo.

Muitas pessoas são apaixonadas por serpentes, e querem ter uma... Outras não gostam muito delas, mas por "modinha" querem ter uma.
Mas no inicio todos tem algo em comum, ambos se perguntam:
" O que eu tenho que fazer para ter uma serpente? "

Bem, para se ter uma serpente tem que pensar em vários fatores.
o PRIMEIRO, é a pesquisa.
Não se adquire uma serpente sem saber o que ela come, o que ela faz, o que ela não faz, etc.
Então vamos falar alguns fatores básicos para se analisar:

-Alimentação,
-Local que o animal ficará (terrário ou aquaterrário),
-Reprodução,
-Manuseio,
-Mudança de pele(Ecdise).

Alimentação:

Todas as serpentes são carnívoras, porém umas se alimentam de presas diferentes das outras.
A alimentação pode ser desde uma formiga até grandes animais como bezerros e antílopes.
Alguns outros tipos de presa são: Sapos, rãs, ovos de peixe, lesmas, peixes ou ate outras serpentes (serpentes que se alimentam de outras serpentes são chamadas ofiófagas).
As serpentes ingerem suas presas inteiras, e por isso podem ficar um bom tempo para o alimento ser digerido totalmente, com isso elas não se alimentam todos os dias.

Curiosidade: existe registro de serpente que ficou até dois anos sem comer.

Local que o animal ficará (terrário ou aquaterrário):

-O que é um terrário e aquaterrário?
Um terrário é o lugar que sua serpente vai ficar. Um lugar fechado que terá a temperatura e umidade controlada. A temperatura e a umidade ideal vão variar, dependendo da espécie e dependendo de seu país/estado de origem.
-O que um terrário deve ter?
O comprimento deve ser de pelo menos ¾ do tamanho da serpente, a largura deve ter pelo menos 1/3 do tamanho do animal e ter uma altura boa, que pode ser a metade do tamanho do terrário.
No terrário deve ter: Um pote grande com água (grande o suficiente para o animal ficar com o corpo todo ali dentro se ele quiser), uma fonte de calor, que pode ser uma pedra aquecida, lâmpadas ou placas térmicas, e tocas para o animal se esconder se ele quiser.
-O que é um aquaterrário?
Um aquaterrário é como o nome já diz, um terrário aquático.
O aquaterrário tem uma proporção de água bem maior que o terrário porem também deve haver uma parte sem água.

Reprodução:

Existe um número grande de modos de reprodução quando se trata de serpentes.
Todas a partir da fertilização interna por meio de hemipênis bifurcados(órgão reprodutor do macho).
A maioria das serpentes põe ovos, e a maior parte os abandona logo após a postura, e tem também as ovovivíparas que mantém os ovos dentro de seu corpo ate eles se encontrarem prestes a eclodir.

Manuseio:

O manuseio não deve ser tão freqüente quanto aos outros animais de estimação como os cachorros, pois na natureza as serpentes não tem ninguém para "brincar" com elas. E muitas vezes manusear a serpente por muito tempo pode acabar "estressando". Além disso, após a alimentação do animal, não se deve manuseá-lo nos próximos 3 dias. E lembre-se: O animal não ganha nada com você manuseando ele, então se caso ele preferir, vai te avisar isso... Com uma mordida (hehe).

Troca de pele (Ecdise):

A Pele da serpente, mesmo sendo bem dura também se desgasta, e por isso deve ser substituída de tempo em tempo.
No momento em que uma serpente "ganha" uma pele nova, a epiderme se desenvolve em baixo dela, para que quando estiver completamente formada a pele antiga seja abandonada.
Quando a epiderme nova está formada, ela secreta um fluido entre as duas peles fazendo com q elas não se encostem mais, dando assim uma aparência leitosa à serpente, que é bem visível principalmente na pupila (vide foto), deixando-a quase totalmente cega. Nesse período, que pode durar de 3 a 7 dias, não é aconselhado manuseá-la nem oferecer alimento algum. Após esse período que os seus olhos estarão com um aspecto leitoso, ela ficará um ou dois dias normal novamente, para que depois disso comece a troca de pele (Ecdise).
A troca começa pelo focinho, e ela vai se esfregando para fazer a pele velha deslizar para fora do corpo. No momento da troca de pele a umidade deve ser aumentada para que a troca aconteça com mais facilidade.

Obs: Quanto mais velha a serpente for, maior será o intervalo de uma ecdise à outra.

Podemos observar nessa imagem retirada do site da xerimbabo como fica o olho da serpente.





Boas vindas!

Bem, criei esse blog com intuito de tentar ensinar algo do que eu sei (que não é muita coisa.. hehe), e com isso ajudar principalmente as serpentes.
A falta de informação tem levado muitas serpentes à morte ou outras coisas ruins. Não só as serpentes, mas a maioria dos animais.
Então gente, qualquer ajuda de vocês para o blog, vocês não vão estar ajudando a mim ou ajudando o blog, mas sim as serpentes.
Obrigado!

Alexandre Figueiredo Almança.