30 de mar de 2008

O principio de tudo.

Muitas pessoas são apaixonadas por serpentes, e querem ter uma... Outras não gostam muito delas, mas por "modinha" querem ter uma.
Mas no inicio todos tem algo em comum, ambos se perguntam:
" O que eu tenho que fazer para ter uma serpente? "

Bem, para se ter uma serpente tem que pensar em vários fatores.
o PRIMEIRO, é a pesquisa.
Não se adquire uma serpente sem saber o que ela come, o que ela faz, o que ela não faz, etc.
Então vamos falar alguns fatores básicos para se analisar:

-Alimentação,
-Local que o animal ficará (terrário ou aquaterrário),
-Reprodução,
-Manuseio,
-Mudança de pele(Ecdise).

Alimentação:

Todas as serpentes são carnívoras, porém umas se alimentam de presas diferentes das outras.
A alimentação pode ser desde uma formiga até grandes animais como bezerros e antílopes.
Alguns outros tipos de presa são: Sapos, rãs, ovos de peixe, lesmas, peixes ou ate outras serpentes (serpentes que se alimentam de outras serpentes são chamadas ofiófagas).
As serpentes ingerem suas presas inteiras, e por isso podem ficar um bom tempo para o alimento ser digerido totalmente, com isso elas não se alimentam todos os dias.

Curiosidade: existe registro de serpente que ficou até dois anos sem comer.

Local que o animal ficará (terrário ou aquaterrário):

-O que é um terrário e aquaterrário?
Um terrário é o lugar que sua serpente vai ficar. Um lugar fechado que terá a temperatura e umidade controlada. A temperatura e a umidade ideal vão variar, dependendo da espécie e dependendo de seu país/estado de origem.
-O que um terrário deve ter?
O comprimento deve ser de pelo menos ¾ do tamanho da serpente, a largura deve ter pelo menos 1/3 do tamanho do animal e ter uma altura boa, que pode ser a metade do tamanho do terrário.
No terrário deve ter: Um pote grande com água (grande o suficiente para o animal ficar com o corpo todo ali dentro se ele quiser), uma fonte de calor, que pode ser uma pedra aquecida, lâmpadas ou placas térmicas, e tocas para o animal se esconder se ele quiser.
-O que é um aquaterrário?
Um aquaterrário é como o nome já diz, um terrário aquático.
O aquaterrário tem uma proporção de água bem maior que o terrário porem também deve haver uma parte sem água.

Reprodução:

Existe um número grande de modos de reprodução quando se trata de serpentes.
Todas a partir da fertilização interna por meio de hemipênis bifurcados(órgão reprodutor do macho).
A maioria das serpentes põe ovos, e a maior parte os abandona logo após a postura, e tem também as ovovivíparas que mantém os ovos dentro de seu corpo ate eles se encontrarem prestes a eclodir.

Manuseio:

O manuseio não deve ser tão freqüente quanto aos outros animais de estimação como os cachorros, pois na natureza as serpentes não tem ninguém para "brincar" com elas. E muitas vezes manusear a serpente por muito tempo pode acabar "estressando". Além disso, após a alimentação do animal, não se deve manuseá-lo nos próximos 3 dias. E lembre-se: O animal não ganha nada com você manuseando ele, então se caso ele preferir, vai te avisar isso... Com uma mordida (hehe).

Troca de pele (Ecdise):

A Pele da serpente, mesmo sendo bem dura também se desgasta, e por isso deve ser substituída de tempo em tempo.
No momento em que uma serpente "ganha" uma pele nova, a epiderme se desenvolve em baixo dela, para que quando estiver completamente formada a pele antiga seja abandonada.
Quando a epiderme nova está formada, ela secreta um fluido entre as duas peles fazendo com q elas não se encostem mais, dando assim uma aparência leitosa à serpente, que é bem visível principalmente na pupila (vide foto), deixando-a quase totalmente cega. Nesse período, que pode durar de 3 a 7 dias, não é aconselhado manuseá-la nem oferecer alimento algum. Após esse período que os seus olhos estarão com um aspecto leitoso, ela ficará um ou dois dias normal novamente, para que depois disso comece a troca de pele (Ecdise).
A troca começa pelo focinho, e ela vai se esfregando para fazer a pele velha deslizar para fora do corpo. No momento da troca de pele a umidade deve ser aumentada para que a troca aconteça com mais facilidade.

Obs: Quanto mais velha a serpente for, maior será o intervalo de uma ecdise à outra.

Podemos observar nessa imagem retirada do site da xerimbabo como fica o olho da serpente.





2 comentários:

natty disse...

parabens pelo blog!!! explicou tudo com muita clareza e matou duvidas que eu tinha.. como por exemplo eu nunca entendia pq minha cobra ficava com os olhos brancos.. !! rs!! continue postando.. e coloca tb um pouco sobre cada especie.. vai demorar pq existem muitas.. mas vai ser bacana demais!!! abraço!!!

wanderson disse...

Eu gostaria de saber em quanto tempo elas trocan de pele?